Lontra.png

Lontra Neotropical

A Lontra Neotropical (nome científico: Lontra longicaudis, Olfers 1818) é um mamífero semiaquático de médio porte com corpo alongado, mede aproximadamente entre 90 - 136 cm (corpo 50 - 79 cm; cauda 37 - 57 cm), peso pode variar entre 10 - 14 kg. Possui uma pelagem marrom levemente mais clara na região ventral (garganta).

A espécie possui patas com membranas interdigitais, cauda longa levemente achatada na extremidade que auxiliam na locomoção dentro d'água e grandes vibrissas que ajudam na captura do alimento dentro d'água.

É um animal de difícil visualização na natureza com hábitos solitários, diurnos, noturnos e crepusculares. São ariscos, com vocalização discreta e comportamento elusivo.

Lontra filhote.jpg

Distribuição: A Lontra Neotropical é uma espécie com ampla distribuição, que vai do México até a Argentina. No Rio Grande do Norte, temos a ocorrência da espécie em todo o Litoral Oriental.

Principais Ameaças: As lontras foram quase extintas, devido à caça para comercialização da pele até a década de 80. Atualmente a perda do habitat, desmatamento, ocupação nas margens dos rios, atividade de mineração, conflitos com humanos e poluição da água são as principais ameaças a espécie em vida livre. Embora algumas populações possam ocorrer em ambientes perturbados, há pouca informação sobre a viabilidade e sustentação a longo prazo de tais populações.

Comportamento: A espécie marca seu território em locais específicos ao longo do rios (latrinas). Constroem tocas nos barrancos (entre raízes) onde descansam e cuidam dos filhotes.

Alimentação: Se alimentam de peixes, crustáceos, moluscos, filhotes de aves e pequenos mamíferos.

A Lontra neotropical (Lontra longicaudis) foi mais recentemente avaliada para a Lista Vermelha de Espécies Ameaçadas da IUCN em 2020. Atualmente a espécie está listada como "Quase Ameaçada" nos critérios A3c.

Apesar de amplamente distribuída na América Latina, isso não significa que a espécie esteja livre de reduções populacionais e riscos de extinção local. Em vários países (México, Venezuela, Colômbia, Belize, Equador), foi identificada como ameaçada em Listas Vermelhas nacionais e regionais, indicando sua tendência de declínio. Mesmo no Brasil, onde a Lontra Neotropical foi recentemente avaliada e classificada nacionalmente como "Quase Ameaçada" (NT), a espécie é identificada como ameaçada em alguns estados e regiões, como no bioma Mata Atlântica e tem tendência nacional de diminuição populacional. A escassez de dados biológicos e demográficos robustos sobre esta espécie em sua ampla e diversificada faixa, dificulta a consideração da categoria apropriada da Lista Vermelha, e esta avaliação merece revisão à medida que cresce o conhecimento da tolerância da espécie a vários fatores. 

Lontra - Morta.jpg

O que fazer ao encontrar uma Lontra?

Se você encontrar um lontra morta, entre em contato com o Projeto Lontra Viva, iremos até o local recolher o animal, através dos telefones:

(84) 99973-8169 e/ou (84) 99987-9251.

Caso aviste a espécie fora da área de distribuição conhecida, contate-nos para que possamos registrar a ocorrência e realizar medidas para protegê-la.

Envie a localização geográfica do registro e uma foto ou vídeo do indivíduo identificado para o nosso email: projetolontraviva@gmail.com ou whatsapp.

Caso encontre alguma Lontra sob ameaça procure o Órgão Ambiental (IBAMA/BPAmb/PMRN). Se tiver dificuldades, nos avise para que possamos ajudar.

IMG-20190904-WA0010.jpg